A verdadeira transformação está em, de fato, fazer o que acreditamos!

A sustentabilidade está em pensar soluções para os paradigmas e problemas que chegamos na atualidade enquanto sociedade. Banheiros químicos e utilizar a água sagrada de forma irresponsável, não é mais o pensamento que queremos. Acreditamos em novas formas de nos relacionar entre nós mesmos e com a natureza. Por isso, buscamos a coerência entre o que fazemos e o que promovemos, para juntos sintonizarmos na ressonância da verdadeira sustentabilidade.

A correta utilização dos banheiros secos é muito simples e garante o sucesso dessa técnica:

Basta jogar a quantidade suficiente de serragem, como uma “descarga” seca.

Banheiro seco é uma alternativa ecológica no tratamento de fezes humanas. Apesar da semelhança estética com o banheiro comum, as fezes são armazenadas em um local sem contato com o ambiente externo, onde a cada defecação joga-se um punhado de serragem para mantê-las secas, evitar o mau cheiro e preparar o composto orgânico para adubo.

Sem água, o banheiro seco evita o lançamento de dejetos em tubulações ligadas à centros de tratamento ou diretamente em arroios e rios, para não os poluírem, e também produz composto orgânico no final de seu processo.

Os banheiros secos têm mau cheiro?

Não! Quando construídos, mantidos e utilizados corretamente, os banheiros secos não apresentam mau cheiro.

Posso urinar no banheiro seco?

O combinado que propomos é que mulheres sim e homens não. Urina demais pode encharcar o composto, o que não é bom para o processo. Como é mais fácil para os homens urinarem nas árvores, que precisam da uréia, propomos dessa maneira!

Posso jogar o papel higiênico usado junto com as fezes?

Sim! O papel também ajuda na formação do composto. Apenas lembre-se de cobri-lo junto com a serragem.

Posso jogar absorventes, fraldas e bitucas de cigarro no sanitário seco?

Não! Nunca jogue qualquer tipo de plástico ou outro material de difícil decomposição. Isso atrapalha as bactérias amigas da compostagem orgânica.

Como é feita a limpeza dos banheiros secos?

A limpeza dos assentos sanitários é realizada com desinfetantes bactericidas comuns. Há apenas o cuidado de não deixar cair dentro do composto, que deve manter-se seco, e que precisa das bactérias amigas da compostagem para transformar-se.

Como o banheiro seco funciona?

O banheiro seco transforma as fezes humanas em composto orgânico de adubo para plantio. Ele fornece condições específicas para que as bactérias certas se desenvolvam e façam a sua parte no processo de transformação.

As condições deve ser:

– Quente: A compostagem é feita entre 40 e 70 graus, por bactérias que gostam de calor. É por isso que é muito importante construir o banheiro num lugar em que bata muito sol. Ajuda demais!

– Úmido: Como uma esponja que acabou de ser espremida, não pode estar seco demais, nem encharcado demais.

– Uniforme: Todas as partes devem estar misturadas e com a consistência igualzinha. O composto não pode estar compactado nem desigual.

– Sem mau cheiro: As bactérias que geram mau cheiro não ajudam na compostagem. Se o banheiro seco apresentar mau cheiro, esse é o sinal para intervenções como jogar um pouco de cal, cinza, mais serragem ou o que apresentar-se necessário para retornar às condições ideais de compostagem.